quinta-feira, 6 de abril de 2017

Salvador recebe exposição internacional de fotografia!







Salvador receberá de (18 de Abril a 10 de Maio 2017)  Exposição Fotográfica Internacional BERNA EM PRETO E BRANCO do Escritor e Músico baiano radicado na Suíça Carlos Ventura, que em dobradinha com a Exposição ESSÊNCIAS será a sensação do Gabinete Português de Leitura (Largo da Piedade Salvador-Ba) neste outono.



O Conceito e a ideia de BERNA EM PRETO E BRANCO:

Conceito: Fotografia Urbana Multi Tecnológica na Palma da Mão.

A exposição se chama BERNA EM PRETO E BRANCO.
Fala do olhar sobre a cidade e os efeitos visuais causados pela neve em seus monumentos, paisagens e cotidiano etc...

O conceito pensado pelo escritor e amante da fotografia,  mostra um olhar "curioso do amador" no futuro da fotografia, utilizando a ferramenta mais usada hoje em todo o mundo para fotografar, o celular/smartphone.
Uma ferramenta tecnológica urbana que conecta o nosso olhar em qualquer parte do mundo e transporta para qualquer lugar num clique, através das redes sociais, grupos etc.
Aliado às novas tecnologias e um prévio estudo destas ferramentas e seus auxiliares (Apps), o "curioso amador" através do seu olhar, energias e sensibilidade,  faz do click o condão, transformando seu olhar através da tela do Smartphone em arte, em sentimento e poesia, podendo compartilhar com o mundo num piscar de olhos, ou expor e assim fazer de estáticas e magicas imagens o centro das atenções.


"...Utilizei apenas o aparelho na mão e mais nada, utilizei como suporte para o Celular coisas que estavam ao alcance cestas de lixo, muros, beirais etc...
Para este projeto utilizei um IPhone 7 e suas ferramentas."

Carlos Ventura 


Musica em Debate falou com os Artistas sobre o projeto DOIS POLOS:

Musica em Debate (MD):   Carlos Ventura, voce que passeia pelas artes (Musica e Literatura) e o ativismo sociocultural é agora fotografo ou esta experiencia um hobby?


Carlos Ventura: 
Primeiramente quero agradecer ao Música em Debate pela difusão deste projeto.
Bem, esta mostra na verdade um misto de Hobby, Paixao e Saudade.
Trabalhei quando jovem com fotografia em Salvador tendo como Mestre o Fotógrafo baiano Fernando Maia, que muito me ensinou sobre foto cobertura. Cobri de tudo, Casamento, Festas, Batizados, Desfiles, até Velório e Enterro (risos).
Mas não me considero um fotografo profissional ou pretendo ser um. Na verdade neste projeto eu busco materializar o que ai esta posto nas redes sociais, no web espaço, um futuro da fotografia conectada, que ja é um fato.
Pois este será o conceito de fotógrafo e fotografia no futuro, cameras e lentes potentes num Smartphone, com Apps mais elaborados.


MD: A ideia do projeto vem de encontro então ao que ja vemos nas redes sociais Instagram e outras redes e o que há de novo então??







CV:
Sim!

Vem a reboque de muitas solicitações de pessoas que curtem de postagens de fotos e videos que faço na Suíça e que fazem sucesso nas redes sociais.
Berna em Preto e Branco é nosso olhar sobre este fenômeno climático que é a neve que encanta a todos e muda de forma significativa as paisagens e passam a interferir de forma artística e cultural na cidade de Berna e no país como um todo. Fazendo interferências visuais nas obras de arte como Estatuas, Pontes, Prédios, Residências, bem como na Culinaria etc...
De novo,  há um olhar sobre a melancolia do inverno neste patrimônio cultural da humanidade que é a cidade de Berna, transformando através da lente a bucólica paisagem num conjunto de imagens poéticas, com vida e alegria pulsante, sob o branco da neve em seus monumentos e paisagens, contrastando com o olhar do visitante acostumado ao clima tropical e cores cotidianamente baianas.


MD: Esta Exposição irá para outros estados??

CV:

Sim, Bahia, Paraná e Rio de janeiro.


MD: As fotografias estarão a venda??


CV:
Sim, estarão!
Uma coisa interessante é que as fotos expostas a venda terá apenas duas iguais no mundo. Foram feitas 3 unidades de cada, para as exposições. Quem adquirir esta adquirindo uma foto que só terá mais duas no mundo e como o arquivo é digital após a impressão foram destruídos (Apagados) nao podendo mais ser por mim ou quem quer que seja, impresso a partir da imagem original.


MD: Aproveitando este bate papo, fala do seu livro novo que foi lançado na Bahia ano passado e foi sucesso numa mostra Brasileira em Berlim?


CV: O Livro ganhou asas e decolou graças a Deus e a Bahia, pois ela foi quem me deu régua e compasso, por isso que entes de levar para qualquer lugar do mundo um projeto, eu o faço aqui na Terra Primeira. Assim ele vai para o mundo carregado de boas energias do Axé da Bahia.
O livro CONJECTURAS esta conquistando seu espaço e ganhando assim como a Peça do qual ele tem origem, corações e mentes. Na verdade ele esta tendo um alcance maior que o livro que originou ele e a peça que fora dirigida de forma magistral pelo querido amigo e Diretor Teatral baiano Tonny Ferreira. Que mostrou que algo que era considerado impossível ser executado, poderia sim torna-se fato.
O livro é o extrato da Peça mas não é um livro técnico ou com linguagem técnica para as pessoas do teatro e sim um Romance teatral para todos os gostos. O Amor, a Fé e a arte são as ligas, mas  eu abordo temas tabus ainda para sociedade como homosexualidade, violência contra a mulher e as paixões virtuais, alem de outros aspectos tão em voga na atualidade como corrupção de agentes públicos.
Um livro que fora escrito nos anos 90 que após adaptações às atualidades como o advento da internet ele esta tão novo quanto um adolescente.
Minha grande alegria neste trabalho é ter boas criticas vindas dos meus pares, escritores de vertentes diversas que leram tanto previamente quanto os que leram depois de publicado.
Um premio em dose dupla pois nesta mesma vibe vem os leitores dos mais variados, desde os devoradores de livros aos que leram pela primeira vez um livro inteiro.
Portanto eu só tenho a agradecer assim como nos demais Livros a exemplo do penúltimo que esta em sua segunda edição O VERDADEIRO PARAÍSO obra multifacetada (Contos, Poemas, Pensamentos, Frases e letras de Musicas Autorais) inspirado e dedicado ao universo feminino.



Quanto a Berlim acho que o grande sucesso é ter pessoas como a Jô Ramos que organizou este Salão do Livro Brasileiro em Berlim, reunindo autores independentes bem como a LIVRARIA BERLIM, que é sem sombra de duvidas um portal da literatura Brasileira na Europa.
O Livro também foi lançado na Suíça/Berna cidade que vivo e amo, foi maravilhoso com um publico a cima do esperado.

Quero aproveitar o espaço para agradecer a K.Kosmetik que acreditou na ideia e investiu nela e a CEOS EDITORA, que além de investir, fez do calhamaço do extrato da peça um livro de fato. Sem estes parceiros CONJECTURAS  n
ão seria possível.
Teremos na Exposição o livro CONJECTURAS, uma oportunidade para quem não pode comparecer ao lançamento que foi um sucesso lá na ABOCA-Associação Baiana e Observatório de Cultura e Arte (Sto. Antonio Alem do Carmo) um a quem renovo meus agradecimentos pelo sempre apoio, terá a oportunidade de adquirir na exposição.

MD: O que é para você esta Dobradinha com Antonio Vougue e o que o publico pode esperar desta mostra?


CV: Realizar trabalhos em parceria é para mim sempre um prazer, fazer esta dobradinha com Antonio Vougue que é um agitador cultural da nossa querida cidade baixa com seus projetos de inclusão artistica, cultural e social, realizados no seu famoso (Sofá da Hebe) ou Sofá Cultural, onde ele integra artes em geral, artistas da cidade baixa, comunidade e convidados, com shows e apresentações locais e internacionais, me faz na verdade um privilegiado.
Antonio Vougue é um vencedor em sua trajetória de vida e isso é sem sombra de duvidas um aspecto que não passa despercebido por quem tem a felicidade de conhecer esta figuraça!
Quanto ao publico, creio que vão se doar como a mim e o Vougue, pois ali não estão Antônio Vougue ou Carlos Ventura e sim as energias que por obra do cosmo somos vetores ou no sentido exato da palavra os materializadores, que na exposição se fundem a sensibilidade do publico, tendo a cada olhar outras interpretações se tornando outras em cada coração e mente.





Antonio Vougue falou ao MD sobre esta dobradinha e sua mostra:


MD: Antonio Vougue, você que esta debutando com sua segunda exposição nos fale sobre um pouco sobre ESSÊNCIAS e esta dobradinha denominada DOIS POLOS:

Antonio Vougue (AV):

Essências é uma leitura de tudo que esta ligado ao que me cerca e tudo que venho aprendendo com esta escolha de dar vazão ao que sempre esteve em mim (A Pintura, Desenho) mas que só foi mesmo possível depois de um contato mais direto com as artes plásticas e pessoas nela inseridas que me incentivaram, me deram orientações técnicas. Na verdade continuam a me dar muito apoio pois afinal sozinho ninguém é absoluto, somos a soma de tudo que aprendemos com aqueles que por graça do destino apresentam-se e participam da nossa caminhada.


MD: Qual a técnica usada nas telas?

AV: Mista, Pastel e Acrilica sobre tela.






MD: Alem da sua primeira Exposição na casa do Benim no ano passado que fora coroada de sucesso, pois contrariando expectativa para um estreante você vendeu quase todas as obras expostas ainda na exposição e esta dobradinha com Carlos Ventura, você esta com trabalhos participando de mostras de arte ou outras exposições?


AV: Sim, estou participando com a obra OXALÁ do Circuito de Arte e Moda do Salvador Shopping que tem a curadoria do Artista Plástico Leonel Mattos.



MD: O que é para você esta Dobradinha com Carlos Ventura e o que o publico pode esperar desta mostra?

AV: Trabalhar em algum projeto onde o nome Carlos Ventura esta ligado, que tem uma longa estrada na musica e literatura e projetos coletivos, com premios no Brasil e fora é uma honra para qualquer artista.
Porque Ventura é uma pessoa inquieta e sempre esta experimentando provocando, com isso motiva a todos. Além de ser uma pessoa generosa, sempre disposta a estar junto e convidar a todos a participarem de seus acertos e experimentações.
Para mim que sou suspeito em falar pois sou admirador do seu trabalho e amigo é um prazer e uma honra fazer esta dobradinha.
A respeito do que o publico pode esperar é que estamos fazendo o nosso melhor para ele, o resto é esperar para ver a reação dele.






Local e Data:





Gabinete Português de Leitura (Praça da Piedade/Salvador-Ba) de 18 de Abril a 10 de Maio 2017.

*Abertura e aperô dia 18/04 a partir das 19:00 horas.


Projeto:  DOIS POLOS

Exposição: BERNA EM PRETO E BRANCO
Carlos Ventura
Curadoria/Salvador: Devarnier Hembadoom




Exposição: ESSÊNCIAS
Antônio Vougue
Curadoria: Greice Zago


Apoio:   



Matéria: Coletivo Colaborador/Música em Debate .



Apoio: ALB/Suíça

Um comentário:

  1. POSSIVELMENTE ESTAREI PRESENTE, SOU ARTISTA VISUAL E GRANDE APRECIADOR DA FOTOGRAFIA...

    ResponderExcluir

Mensagem: